Domingo, 20 de janeiro de 2019

Destaque

Caio Mario Andrade assume presidência do Serpro Com perfil empreendedor, novo presidente recebe empresa lucrativa

Caio Mario Paes de Andrade (foto), empresário com investimentos no setor de tecnologia, é o novo presidente do Serpro, nomeado pelo ministro da Economia, Paulo Guedes. O presidente Caio Andrade terá como Diretor-Superintendente Wilson Biancardi Coury, funcionário com décadas de experiência na empresa. Coury é participante assistido do SERPROS e associado da ASPAS, e já foi Diretor de Administração do Serpro e do SERPROS.

Caio Andrade participou do boom da Internet brasileira, no final dos anos 90. Em 1999, foi presidente da PSINet Brasil e diretor-geral para a América Latina. Adquiriu e consolidou 15 provedores de acesso na região, sendo o principal deles o STI em São Paulo.

Caio Mario Paes de Andrade tem 53 anos, fez educação básica no Colégio Militar de Salvador e superior em Comunicação Social pela Universidade Paulista em São Paulo. Fez cursos de pós-graduação nos EUA, um curso de gestão pela Universidade Harvard e mestrado em administração de empresas pela Universidade Duke.

Em seu perfil no Linkedin, Caio Mario Andrade aparece como diretor da empresa WebForce Investimentos.

CAIO ANDRADE RECEBE SERPRO LUCRATIVO

O novo presidente recebe um Serpro lucrativo, com situação econômico-financeira equilibrada. A gestão de Glória Guimarães deixa a estatal com um faturamento anual de R$ 3,13 bilhões e lucro de R$ 191 milhões em 2018. Este lucro representa uma alta de 54% frente aos resultados de 2017.

Em maio de 2016 a empresa acumulava prejuízos de R$ 310 milhões. Só naquele ano o prejuízo fora de R$ 162,3 milhões. Em 2015, o buraco era de R$ 335 milhões. No entanto, houve total reversão do cenário. O faturamento bruto de 2018 subiu para R$ 3,13 bilhões, frente aos R$ 2,93 bilhões de 2017.

ASPAS ATENTA AO FUTURO DO SERPROS

Na última 4ª feira, dia 9, a ASPAS reuniu a Diretoria Executiva, ampliada com os membros dos Conselhos Deliberativo e Fiscal residentes no Rio de Janeiro, para definir ações da Associação junto aos novos dirigentes da patrocinadora Serpro. O objetivo, além de apresentar a ASPAS e seu papel junto aos participantes do SERPROS, é reforçar nossa constante luta pela continuidade da reconstrução do nosso Fundo de Pensão.

Saiba mais sobre o novo presidente do Serpro aqui.

14/01/19

Bancos estão proibidos de assediar novos aposentados do INSS

Brasileiros com mais de 60 anos sentem-se mais jovens do que idade real

Pesquisa indica que longevidade com melhor qualidade de vida desperta autonomia e desejo por novas experiências

Esqueça todas as características que você associa a pessoas idosas. Esqueça, inclusive, a palavra 'idoso'. Segundo uma pesquisa nacional sobre o perfil da população com mais de 60 anos de idade, o envelhecimento foi ressignificado. Nesse grupo, 73,2% sentem que são mais jovens do que a idade real. Porém, há quem encare a fase com dificuldade, além dos estereótipos e preconceitos sociais.

Um dos fatores para essa percepção mais positiva de si seria a própria longevidade. Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a expectativa de vida do brasileiro em 2017 era de 76 anos, sendo 72,5 para os homens e 79,6 para as mulheres. Entre 1940 e 2016, houve um aumento de mais de 30 anos na longevidade do brasileiro.

"Uma vez que você chega aos 60 anos e consegue manter suas atividades, você passa a renovar a ideia de envelhecimento. E isso só é possível porque eles não estão só chegando aos 60, 80 anos, mas estão chegando com mais qualidade de vida também", diz Luciana Mutti de Morais, coordenadora da pesquisa O Brasil 60+, realizada pela Vitamina Pesquisa, SeniorLab e Anging2.0.

A pesquisa identificou, pelo menos, quatro perfis no grupo estudado: os indiferentes (51,1%), que consideram os 60 anos uma idade como outra qualquer; os livres (30,8%), que se sentem à vontade para fazer e falar o que quiserem; os entusiastas (5,1%), para os quais a transição é o início de um novo ciclo cheio de expectativas; e os resistentes (13%), que reconhecem a idade cronológica, mas têm dificuldades para aceitá-la e são saudosistas ao lembrar da juventude. Poucos associam a fase a perdas e declínios (4,9%) ou ao final da vida (4,1%).

Leia mais aqui.

14/01/19

Exagerou nos comes e bebes durante as festas? É hora da alimentação "detox"

Nutricionistas garantem que alguns alimentos podem ajudar a superar o mal-estar corporal que fica após os exageros das festas de final de ano

O período de fim de ano é, sem dúvida, uma época de comilança. O grande problema é que o menu tradicional servido durante as festividades é rico em carnes, castanhas, bebidas e sobremesas super calóricas (como resistir às rabanadas, panetones e pudins?). Tais ingredientes, quando consumidos em grande quantidade, podem provocar mal-estar e aquela sensação física de que passamos do limite.

Comer em exagero, não respeitando a saciedade do organismo, além do mal-estar, pode causar náuseas, vômitos, diarreia e gases - isso sem falar nos quilinhos extras. Mas, calma, nem tudo está perdido! Nutricionistas garantem que algumas dicas podem te ajudar a amenizar o mal-estar gerado pelo excesso festivo.

O que acontece é que, quando comemos grandes quantidades de gorduras, frituras e bebidas alcóolicas, enchemos nosso corpo de radicais livres, moléculas tóxicas ao organismo humano que promovem diversos sintomas desconfortáveis. Por isso, para combater os efeitos dessa comilança, precisamos consumir alimentos antioxidantes, como frutas e verduras, que ajudam a limpar o corpo destas toxinas. Mais do que isso, é importante entender quais combinações de ingredientes podem potencializar a ação destes antioxidantes e, ao mesmo tempo, oferecer um sabor agradável. Diversas receitas podem ser feitas, como diferentes sucos e sopas, conhecidas como receitas "detox" (um diminutivo para desintoxicação).

Alguns exemplos dessas receitas são os sucos batidos com couve e sopas feitas com base de inhame, ingredientes fundamentais para a purificação do sangue. Os benefícios trazidos não param na desintoxicação do organismo: a dieta detox bem feita pode trazer perda de peso, redução da retenção de líquidos e até a melhora na qualidade do sono.

Gostou da ideia?
Você pode aprender, aqui, algumas dessas receitas desintoxicantes  e começar o ano novo sem medo de aproveitar as festas - e suas comidas deliciosas - ao máximo. Confira!

14/01/19

Parabenize os aniversariantes da semana